Doação, sem encargos, de 0,5% do IRS APPT21

Este ano, ao preencher a papelada do IRS, um simples gesto de solidariedade alterará, tão-somente, o destino de 0,5% do seu imposto. Para o Estado reverterão 99,5% e 0,5% para uma instituição. Deste gesto, depende a sustentabilidade da nossa instituição. Como? No Modelo 3, Quadro 11, Campo 1101, ponha uma cruz em “Intituições Particulares de Solidariedade... Continuar Lendo →

Anúncios

Desenvolvimento ou Neurodesenvolvimento?

Deve dizer-se DESENVOLVIMENTO ou, em alternativa, NEURODESENVOLVIMENTO quando nos referimos à área do saber que estuda as funções cognitivas, linguísticas, motoras e outras, dependentes, sobretudo, do Sistema Nervoso Central? Trata-se, entre muitas outras perspectivas, de uma questão semântica e de uma questão epistemológica. Relativamente à primeira abordagem desta questão – a perspectiva semântica – DESENVOLVIMENTO... Continuar Lendo →

Flashes em Neurodesenvolvimento

Rastreio para Perturbação do Espectro do Autismo – o perfil da criança que não é detectada   Objectivo: caracterizar as crianças com sinais de alarme para Perturbação do Espectro do Autismo (PEA) que não foram sinalizadas através do questionário de rastreio preenchido pelos pais e examinar os benefícios de uma abordagem de rastreio combinada com... Continuar Lendo →

Síndrome Smith-Lemli-Opitz

A síndrome de Smith-Lemli-Opitz (SLO), descrita em 1964 por estes autores, caracteriza-se por atraso de crescimento pré e pós-natal, microcefalia, perturbação do desenvolvimento intelectual (PDI) de gravidade variável, dismorfias faciais e múltiplas anomalias (genitais, cardíacas, renais, fenda do palato, polidactilia, sindactilia….). É causada por um erro no metabolismo do colesterol por alteração no gene DHCR7... Continuar Lendo →

Perguntas e Respostas

PERGUNTA 1: As crianças com a síndrome do X frágil conseguem aprender a ler? RESPOSTA 1: Sim. Mercê das novas metodologias de intervenção, bem adequadas ao Perfil do Neurodesenvolvimento e do Comportamento dos sujeitos com a síndrome do X frágil, um número crescente destas crianças consegue aprender a ler, muitas vezes na idade convencional. PERGUNTA... Continuar Lendo →

Olho Clínico

Este mês apresentamo-vos o caso da Cassandra Coline: A Cassandra Coline é uma bela mocetona de 17 anos de idade. Alta, com um corpo de fazer parar o trânsito, parece um manequim profissional. Os estudos não lhe têm corrido mal: frequenta, com boas notas, o 12.º ano na área das ciências e tecnologias. Quer ir... Continuar Lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora